Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Brega & Chique

Este é um blogue de uma mulher portuguesa com todas as (f)utilidades inerentes a essa condição...

Dia da Mãe... versão machista

 Pior que o Dia da Mulher, que classifico como uma celebração tendencionalmente machista (sobre isso posso escrever outro artigo - talvez me lembre disso na próxima "data comemorativa" que me recuso a celebrar), eis o Dia da Mãe...

 

Nesta data, preparam-se desenhos e objetos nas escolas para os meninos entregarem às suas mães. Lembro-me de fazer colares de massa, por exemplo, mas, ao que parece, os professores, hoje em dia, precisam de ser mais criativos e até saberem trabalhar com Photoshop e outras técnicas mais complicadas para produzir uma lembrança inovadora, que se está mesmo a ver que foi o professor e não o fedelho que fez... voltem colares de macarrão, que estais perdoados...

 

Claro que, a componente comercial está ao rubro nesta data, como o está também em outras datas do género. Somos invadidos por publicidades constantes para que nos lembremos (anualmente...) daquela que nunca nos devemos esquecer todos os dias...

 

Mas o pior de tudo são aquelas mães que, exercendo a profissão de donas de casa, onde nem sequer têm contrato de trabalho, direito a férias ou até a vencimento, lá são magnanimamente dispensadas (pelos seus suseranos) de cumprir a sua obrigação de fazer o almoço, para que possam ser exibidas, em família, no restaurantezinho da zona aos demais, evidienciado, assim, o excelente marido e atenciosos filhos que tem... Com sorte, ainda recebe como presente mais um utensílio para a casa ou um eletrodoméstico que possa servir de ferramenta no seu labor...

 

À chegada a casa, lá se acaba o encantamento dessa tarde e lá volta a Mãe a ser a gata borralheira, vulgo fada do lar... Oremos, irmãos... Já Salazar dizia... «Deus, pátria e família»... ainda gostava de saber porque é que ele nunca teve a dele...

 

Viva a educação machista que permite que haja mulheres que ainda se sintam felizes assim... e Deus as proteja se algum dia o marido as trocar por uma qualquer stripper e elas ficarem na miséria, porque toda a vida foram dependentes de um homem: primeiro o pai e depois o marido... em vez de investirem em si próprias...

 

 

 

Cenas inesquecíveis de filmes: «Os deuses devem estar loucos»

 

Dando sequência à rubrica que iniciei aqui, hoje trago-vos mais uma cena inesquecível de um filme. Desta feita, extraído do já antigo «Os deuses devem estar loucos» de 1980. O filme conta a história de Xixo, um bosquímano cuja tribo não tinha contacto ou conhecimento do mundo para além do seu redor. Por causa de um piloto atirar uma garrafa de Coca-Cola (que foi interpretado como um presente dos deuses), gera-se todo um universo de conflitos que obriga Xixo a empreender uma viagem até "ao fim do mundo" para se livrar daquela "prenda". Durante o seu percurso, encontra-se com o mundo exterior e com ocidentais e é essa sua visão que nos é mostrada.

 

Ora bem, como devem calcular, todo o filme apresenta cenas hilariantes. Contudo, esta que vos apresento é a mais engraçada, para mim. Um dos ocidentais que aparecem no filme é este Mr. Steyn que vivia há muito na selva e estava habituado a viver como os autóctones. No entanto, com a chegada de uma missionária que dava aulas a meninos das tribos, depois de ter já vivido hilariantes cenas com ela, onde mostrou todo o seu lado "selvagem", o homem lá decide "ocidentalizar-se", vestir um fato e tentar mostrar o seu outro lado à professora, na tentativa de a conquistar, quando lhe foi devolver algo.

 

O resultado, é o que poderão apreciar para gargalhada geral (a nossa, inclusive)...

 

Não sei se ainda existem homens assim tímidos e inseguros... Algures, devem ainda perdurar vestígios desta espécie...

 

 

 Começa logo pela sua "discreta" chegada... A buzina irritante avariada a interromper a aula, deixando a canalha em alvoroço e a professora abismada... Situação prontamente resolvida com toda a "delicadeza", dando boas machadadas no carro... Aliás, atente-se no pormenor que tanto o machado como o chapéus voaram para dentro do jeep pelo espaço-onde-deveria-estar-um-vidro-mas-que-já-não-existia...

 

De seguida, após os cumprimentos formais de todos, segue-se o caos:

1º Escorrega, cai e ao levantar-se enfia a cabeça nas saias da mulher;

2º Ao retroceder, faz cair o cavalete e o quadro de giz que aí estava posto;

3º Quando se afasta, lá se vai a jarra com flores que estava em cima da secretária;

4ª Lá apanha ele o cavalete e o quadro, mas como os coloca mal, ao virar-se para recolher a jarra, leva com ele na cabeça;

5º Torna a posicionar o cavalete e o quadro;

6º Tenta enfiar as flores na jarra, mas como já estão umas para um lado e outras para o outro e ele está a agarrá-las ao molho, nao consegue;

7º Ao sair, leva o caixote do lixo encaixado num sapato e nem dá conta;

8º Bate à porta para entrar. Coloca no lugar o caixote do lixo com o sapato dentro.

9º Volta a bater à porta. Desta vez para recolher o sapato.

Tudo isto perante as gargalhadas descontroladas dos miúdos e das expressões da missionária que passam por ficar atónita, sentir pena e até sentir receio. Maioritariamente pasmada, diria eu...

 

Que bem impressionada que ficou com o lado "cavalheiro"... :)

 

 

Me gusta más o menos: blush "Soft touch" da Kiko (cor 104 pastel pink)

IMG_20160408_122407.jpg

 Hoje temos o blush "Soft touch" da Kiko, na cor 104 (pastel pink). Comprei este blush há alguns meses na loja on-line da Kiko, mas agora, só o estou a encontrar no site dos Estados Unidos. Não sei se existe ainda por aí nas lojas físicas, ou se é a loja virtual que não tem os produtos todos.

IMG_20160408_122421.jpg

 Como a generalidade dos produtos da Kiko (à exceção das edições limitadas que são um bocadinho diferentes) as embalagens são tendencialmente pretas, simples e funcionais. Esta traz um espelho que facilita a aplicação, caso andemos fora de casa.

IMG_20160408_122429.jpgA Kiko oferece produtos de relativa qualidade, tendo em conta os preços que pratica. Inicialmente, não me convenciam, mas com o tempo creio que foram melhorando e aumentando a qualidade. Este blush, não sendo um dos meus favoritos, não está nada mal para o baixo preço. O único "senão" que lhe aponto é que é preciso espalhá-lo muito bem, porque de onde a onde fica concentrado em demasia.

 

IMG_20160408_122436.jpg

 Claro que, tendo eu a pele muito clara, qualquer coisa mal espalhada se nota horrores, mas mesmo assim, podia estar melhor neste aspeto. De resto, a cor é a que vêem. Nunca posso escolher cores muito escuras porque tenho uma pele muito clara.

IMG_20160408_122450.jpg

 O produto é praticamente inodoro e é levemente cintilante. Podem usar de dia que não fica mal. Aqui ficam algumas amostras:

IMG_20160408_122514.jpg

 

IMG_20160408_122617.jpg

 Portanto, no geral, gosto do produto, embora tenha aquele inconveniente de se ter cuidado na aplicação para ser muitíssimo bem espalhado para não ficar carregado em algumas partes.

IMG_20160408_122533.jpg

 Aqui ficam também com a lista dos ingredientes:

IMG_20160408_123832.jpg

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Quantos somos no Facebook?

Seguir no bloglovin

Seguidores

Quantos andam aí?

Visitas

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Noi hablamos autres lenguas

subscrever feeds

Partilhar no Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.