Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Brega & Chique

Este é um blogue de uma mulher portuguesa com todas as (f)utilidades inerentes a essa condição...

Tendência de maquilhagem: cut crease

 

Depois do êxito da maquilhagem esfumada que continua a bombar e que se caracteriza por misturar e difundir as cores, de forma a não ficarem marcadas, este técnica inspirada nas maquilhagens indianas é justamente o contrário: marcar bem a área do vinco da zona do côncavo dos olhos, tal como na imagem. Uma técnica não impossibilita a outra, pois o côncavo pode ser marcado, mas as áreas adjacentes podem esfumar-se.

 

Atenção que uma coisa é destacar o côncoavo  (pode até ser através de esfumá-lo) e outra é marcá-lo, ou seja, notar bem a divisão no fim da pálpebra móvel.

 

 

A imagem acima é uma exemplificação de como o fazer, no entanto há outras opções. Eu, por exemplo, não costumo usar lápis para fazê-lo, porque no meu tom de pele marca demasiado. É tudo à base de pincéis, sombras e... corretor. Vejamos:

 

Com uma sombra mais escura e um pincel lápis (pode ser este E 30 da Sigma) é preciso encontrar e marcar (sempre de leve) esse vinco ou acrescentar outra cor a esse vinco (pode até ser glitter).

 

 

 

Depois, é preciso contornar o côncavo com a cor que quiserem aplicar. Podem ulilizar este pincel (E 47 da Sigma) e já vão esfumando esta parte.

 

 

 

A seguir, com este (E 21 da Sigma) podem retocar o vinco.

 

 

 

Agora, com um corretivo e um pincel (pode ser o E 20 da Sigma ou um pincel de corretivo que seja fino e com, pelos curtos) vamos desenhar a parte da pálpebra móvel até ao vinco (tendo cuidado para não o apagar, mas retirando no excesso). Se quiser pode puxar este corretivo para fazer aquele "rabinho" claro que vai ficar debaixo de delineador (como na imagem seguinte).

 

 

 

A seguir ao corretivo, aplicar uma sombra clara por cima para segurar e destacar ainda mais.

 

 

 

Por último, o eyeliner. Atenção para não engrossar demasiado o risco ou correm o risco de estragar o efeito da técnica, uma vez que se pretende que se veja o contraste entre o claro da pálpebra móvel e o vinco.

 

 

 

Boas experiências! Fui acrescentando algumas imagens para inspiração.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Quantos somos no Facebook?

Seguir no bloglovin

Seguidores

Quantos andam aí?

Visitas

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Noi hablamos autres lenguas

Partilhar no Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.