Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Brega & Chique

Este é um blogue de uma mulher portuguesa com todas as (f)utilidades inerentes a essa condição...

Até já, David! O teu legado será eterno...

 Seria possível deixar este dia em branco sem escrever (nem que seja) umas míseras linhas de palavras sobre o mais camaleónico de todos os artistas masculinos...? I don't think so...

 

 Ouço David Bowie desde que me lembro de ser gente. Tive a sorte de crescer numa casa onde havia bastante diversidade e cultura musical (e discos, carradas de vinil que hão de fazer parte da minha herança...) e, embora não compreendesse desde cedo a profundidade das letras das suas canções, sempre me intrigou a figura e me fez mexer a música.

 

 Com os anos, a maturidade e a experiência de vida, fui gostando cada vez mais deste artista. Sim, porque David não é apenas um cantor. É um artista completo. Para além da música, da passagem também pelo cinema e outras facetas artísticas, Bowie foi também agente social. Apoiou movimentos como a libertação gay, influenciou a moda, a performance musical e a forma de expressão de numerosos artistas.

 

Mas, como eu dizia no início do artigo, estas são apenas umas míseras linhas de palavras de homenagem ao grande David Bowie, cujo legado perpetuará. Aqui ficam algumas das músicas que mais gosto dele. Long live!

 

 

 

 

 

 

Me gusta: Máscara de pestanas «Longeyes +» da Kiko

IMG_20160109_133950.jpg

 

 

Para as vossas pestanas ficarem mais longas a baixo custo, podem utilizar esta máscara de pestanas da Kiko, que tem um efeito de alongamento. Podem adquiri-la aqui ou nas lojas físicas por 7,90€, o que é um ótimo preço para um produto que funciona...

 

Segundo a marca, o produto tem um complexo de ativos que potencia o crescimento natural das pestanas. Hum... Isso não sei, mas que cumpre o "efeito" quando posta, sem dúvida.

 

A fórmula tem presentes ingredientes de ação antioxidante e hidratante e o aplicador é fino e de forma cónica. A ponta da escova facilita a aplicação do produto. "As fibras são macias e compridas na parte central para uma aplicação homogénea desde a raiz e curtas e rígidas na extremidade para chegar às pestanas dos cantos internos e externos dos olhos".

 

IMG_20160109_133956.jpg

 

 

A textura do produto é cremosa e plástica para facilita a aplicação. Nas primeiras aplicações é preciso tirar bem o excesso do produto para não borratar o olho.

 

Se não querem gastar muito dinheiro numa máscara que alongue as pestanas, esta é uma opção. Por fim, a habitual lista de ingredientes:

 

IMG_20160109_132359.jpg

 

Resoluções de ano novo

 O que é que vocês pensam desta história das resoluções do ano novo? Farão sentido? Ou cada dia, cada hora, cada minuto das nossas vidas é uma oportunidade de reescrevermos a nossa história...? A "virada" do ano é o momento ideal, ou existirão situações pelas quais passamos no nosso dia a dia mais "eficazes" para esses (re)começos tão necessários nas nossas humildes existências...?

 

Para quem leva este conceito a sério, já experimentou escrever num papel as ditas cujas resoluções e analisá-lo no final desse ano para comparar objetivos e metas alcançadas...? Acho que só assim se poderá ver claramente o desfazamento (ou não) de uma coisa e de outra.

 

Na verdade, fazer listas costuma ajudar em muita coisa. É a lista de supermercado que se não se fizer vêm coisas que não eram precisas e as que são ficam, a dos afazeres da semana, a do que temos que levar numa viagem, das prendas de natal, dos convidados de uma festa... etc. Fazer uma lista do que queremos e especialmente do que NÃO queremos para a nossa vida também pode ser de preciosa ajuda. Sobretudo, se a consultarmos para acrescentar ou tirar itens, ou simplesmente para não nos esquecermos de nada do que lá está e nos focarmos no que realmente é importante.

 

Na realidade, não creio que seja apanágio do ano novo este tipo de exercíco. A época potencia-o, é certo, mas também o enfraquece porque estas reflexões são mais rapidamente esquecidas. Por vezes, juntam-se as duas coisas: o ano novo e aquele ou aqueles acontecimentos que nos fazem, de facto, mudar a nossa atitude perante alguma(s) coisa ou alguma(s) pessoas.

 

Seja de que forma for, ao longo da vida é preciso ir fazendo estes "balanços" que nos conduzem a novas ou diferentes posturas, sejam estas resoluções pacíficas e agradáveis ou  conflituosas e custosas.

 

Bom 2016!

 

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Quantos somos no Facebook?

Seguir no bloglovin

Seguidores

Quantos andam aí?

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Noi hablamos autres lenguas

Partilhar no Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.